Linha Contacto: (+351) 213 964 086



André e. Teodósio lecciona seminário na ESTAL

image

André e. Teodósio lecciona seminário na ESTAL

Os alunos dos 3.º ano da licenciatura em Artes Performativas tiveram, entre os dias 18 e 22 de Setembro, o privilégio de frequentar, na ESTAL, o seminário “Espelhamento e consciência”, com o actor e encenador André e. Teodósio.

Este seminário, realizado em 30 horas teóricas e práticas, de trabalho intenso, consistiu, segundo André e. Teodósio “em exercícios de aproximação a uma maior consciência, e consequente domínio, do corpo e da voz enquanto meio de expressão social”. Este seminário é dividido “entre tarefas de repetição, processos miméticos, criação de auto-ficções pessoais e contextuais, e de transposição destas consciências tanto para textos da dramaturgia canónica ocidental como para outra fontes verbais passíveis de apropriação (…)”.

Pela primeira vez a leccionar na ESTAL, o actor revela que a “transformação levada a cabo [pela ESTAL] vai certamente colocá-la com rapidez numa referência nacional impar. O convite para leccionar na ESTAL tem uma grande responsabilidade. Trata-se de uma universidade que está atenta ao seu plano curricular e de ensino, e que procura articular a disponibilização de ferramentas cognitivas com a mediação no plano laboral social. A seriedade da organização e dos docentes, a preocupação e a ética tida para com alunos desejosos de aprendizagem, tornaram esta experiência de ensino bastante gratificante”.

André de Mendonça Escoto Teodósio nasceu em Lisboa em 1977. Frequentou o Conservatório Nacional da Música, a Escola Superior de Música e a Escola Superior de Teatro e Cinema. É membro fundador do Teatro Praga, tendo também integrado a companhia de teatro Casa Conveniente, e colabora assiduamente com a companhia de teatro Cão Solteiro. Para além dos trabalhos desenvolvidos com o Teatro Praga encenou a solo diversos espectáculos de teatro e opera nas instituições mais prestigiadas do país. Escreve regularmente para diversas publicações e os seus livros encontram-se editados. É ainda co-autor do bailado «Perda Preciosa» na Companhia Nacional de Bailado recipiente do prémio Sociedade Portuguesa de Autores na categoria de melhor espectáculo de dança. Tem apresentado os seus trabalhos em inúmeros teatros portugueses e estrangeiros.

As suas encenações abordam de forma recorrente a fusão de realidade e ilusão e o problema do poder e da identidade. Foi nomeado pelo Jornal Expresso como um dos 100 portugueses mais influentes de 2012.

Fotografia ©Vitorino Coragem